Quadrigas - O Esporte

A Corrida de Quadrigas que praticamos atualmente é da mesma forma que era praticada na Roma antiga porém, buscando o desenvolvimento do esporte, valoriza-se acima de tudo preservar a integridade física dos participantes.

Os treinamentos são GRATUITOS e oferecidos a quem queira praticar o esporte e acontecem de forma gradativa tanto para os cavalos quanto para os ginetes iniciantes. São necessárias 3 sessões por semana com duração de 30 minutos cada sessão, por um período de 4 meses. Desde o primeiro momento o iniciante trabalha com as rédeas nas mãos e um ginete experiente ao lado para dar-lhe orientação e segurança. Tanto cavalos como ginetes precisam no mínimo 3 sessões por semana e nos treinamentos os cavalos utilizam apenas 30% de sua força.

A Corrida de Quadrigas é um esporte dos mais democráticos pois podem participar pessoas de ambos os sexos, com idade entre 18 e 70 anos. A única exigência, como em qualquer outro esporte, é dedicação e treinamento. Atualmente corremos entre nossa equipe disputando contra o relógio, mas, com o aumento dos participantes, em breve estaremos disputando este esporte em formato de campeonatos de Corrida de Quadrigas.

As provas são executadas com até 9 carros em cada bateria. O rito dentro da arena consiste numa apresentação em coluna horizontal que permite ter noção da força das quadrigas. Em seguida faz-se a largada e corre-se por 7 voltas no circuito oval anti-horário perfazendo aproximadamente 3.200 metros de percurso, que são cobertos em 4 minutos e meio.

A velocidade máxima alcançada por um conjunto é aproximadamente 60km/h. Os carros atualmente são feitos de alumínio, para que sejam leves e resistentes oferecendo sempre segurança para a prática do esporte, seja para os cavalos e para os ginetes. Os arreios e rédeas que utilizamos atualmente foram copiados na íntegra do Épico Ben Hur, que foi um filme onde ouve uma pesquisa histórica imensa para sua produção.

As solas de tração devem ser reforçadas com tramas de nylon embutidas. Nada impede que também os arreios sejam feitos em outro material. Hoje, com nossa disponibilidade de matéria prima esperamos mais iniciativas em termos de arreios.

As rédeas podem ser de couro ou de tecido, revestidas em vaqueta na altura das argolas.

Procedimentos de segurança:

Temos poucas porém fundamentais regras de segurança. Se cumpridas, garantimos a sua eficácia. São elas:

1. Nenhum ginete deve correr exatamente atrás do ginete a sua frente, próximo demais do seu carro na mesma trajetória.

2. Os ginetes devem olhar para trás no mínimo duas vezes em cada reta do circuito oval, no início e próximo ao final de cada uma delas. Deve olhar para trás para certificar-se da posição dos demais carros em relação ao seu. Caso haja um carro correndo atrás do seu, muito próximo durante a trajetória da reta e o carro de trás não tirou do alinhamento da sua traseira, o ginete da frente tira o seu carro da frente pois o carro de trás pode estar com algum problema.

Importante também dar a preferência para aquele que a tiver, nas entradas de curvas.